terça-feira, 8 de março de 2011

MICROVILOSIDADES

As microvilosidades ou microvilos são projeções citoplasmáticas da superfície celular envoltas por membrana cujo interior é formado de 25 a 30 filamentos de actina. Apresentam variações em sua aparência, de modo que, em algumas células, as microvilosidades são projeções curtas, irregulares e bolhosas, em outros tipos celulares, são projeções altas, uniformes e muito próximas, as quais aumentam muito a área da superfície livre celular. O número e o formato das microvilosidades de um determinado tipo celular apresentam relação estreita com sua função.

No tocante à organização morfológica, as microvilosidades do epitélio intestinal são mais ordenadas e uniformes na aparência que aquelas que constituem a borda em escova das células renais. Apresentam um núcleo de filamentos de actina ancorados na vilina, localizada no ápice da microvilosidade, e que se estendem para baixo e para dentro do citoplasma apical. Há uma interação com uma rede horizontal de filamentos de actina, a trama terminal, que se localiza abaixo da base das microvilosidades, estabilizada através da espectrina, que também fixa a trama terminal à membrana celular apical. A trama terminal apresenta capacidade contrátil e esta é devida à presença da miosina II e da tropomiosina.

COSTA, A.N.F.


Artigos Relacionados
Artigo 01 (clique aqui)
Artigo 02 (clique aqui)
Artigo 03 (clique aqui)
Artigo 04 (clique aqui)

Referências:
JUNQUEIRA, L. C. U.; CARNEIRO, J. Histologia básica: texto e atlas. 11. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.
ROSS, M. H.; PAWLINA, W. Histologia texto e atlas – em correlação com biologia celular e molecular. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.
FREITAS, O. T.; Bolsanello, A. Fundamentos de citologia. 1. Ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1979.

0 comentários:

Postar um comentário

Esclareça suas dúvidas no http://www.formspring.me/cienciasmorfo